RMS Queen Mary 2 - O 3° Maior transatlântico do mundo

Posted: Oct 6, 2008
Description

A visão de um novo navio transatlântico do século XXI — maior do que qualquer outro que já tinha sido construido antes — começou com a idéia do CEO da Carnival Micky Arison que declarou que a sua companhia comprou a Cunard para criar e construir o RMS Queen Mary 2 e não vice-versa. A Cunard completou um projeto para uma classe nova de navios com as características de 84 000 toneladas e 2 000 passageiros no dia 8 de Junho de 1998, mas imediatamente os revisou ao comparar essas especificações com as 100 000 toneladas do projeto de construção da Carnival Corporation & plc e das 137 200 toneladas da Royal Caribbean International. Seis meses depois, no dia 10 de dezembro a Cunard revelou detalhes do Projeto Queen Mary, o projeto para desenvolver um navio que auxiliaria o RMS Queen Elizabeth 2 nas viagens. Harland and Wolff da Irlanda do Norte, Aker Kværner da Noruega, Fincantieri da Itália, Meyer Werft da Alemanha, e Chantiers de l'Atlantique da França foram convidados a licitar no projeto. Se a construção começasse imediatamente, o navio poderia estar pronto antes de 2002. Mas esta não se realizou até 6 de novembro de 2000 no qual um contrato foi assinado com Chantiers de l'Atlantique, uma subsidiária de Alstom.Esta era a mesma empresa que rivalizou com a Cunard, construindo os navios SS Normandie e SS France da Compagnie Générale Transatlantique. (Companhia Transatlântica Geral). A quilha do Queen Mary 2 foi construida no dia 4 de Julho de 2002, em Saint-Nazaire, França. Aproximadamente 3 000 homens gastaram 8 milhões de horas de trabalho no navio, e um total de 20 000 pessoas seja direta ou indiretamente envolvidas em seu design, construção, e equipagem. Foram grudados 300 000 pedaços de aço em 94 blocos que foram empilhados e então soldados para completar a casca e a super-estrutura juntada ao final. O QM2 foi lançado ao mar em 21 de Março de 2003. Seus testes no mar foram realizados entre 25 e 29 de Setembro e 7 de Novembro de 2003 entre Saint-Nazaire e as ilhas fora da costa de d'Yeu de Ile e Belle-Ile. As fases finais da construção foram arruinadas por um acidente fatal[1] no dia 15 de Novembro de 2003, quando uma passarela desmoronou e um grupo de trabalhadores do estaleiro e de seus parentes que ali estavam, cairam de mais de 15 metros de altura. Das 48 pessoas na passarela, 32 ficaram feridas e 16 acabaram morrendo, incluindo uma criança. A construção foi completada a tempo. Devido ao tamanho do navio, o luxo de seus materiais, e o fato que, devido à natureza dele ser um transatlântico, o QM2 requereu 40% a mais de aço que um navio de cruzeiro padrão; Seu custo final acabou sendo de aproximadamente $300,000 por cabine - quase o dobro do que navios como Voyager of the Seas, Grand Princess e Carnival Conquest. A Cunard entregou o navio pronto em Southampton, Inglaterra no dia 26 de Dezembro de 2003. No dia 8 de Janeiro de 2004 o navio foi nomeado Queen Mary 2 pela neta de sua homônima, a Rainha Elizabeth II. Para construir o Queen Mary 2 a Cunard investiu 880 milhões de dólares, valor que daria para adquirir quatro Boeing 747-400. A maior parte das cabines custa entre 2.000 e 5.000 dólares. O navio tem 345 metros de comprimento. Colocado de pé, seria maior que a Torre Eiffel, que mede 324. Pesa 150 000 toneladas, ou seja 3 vezes a mais que o Titanic, que pesava 46 000. São 17 convéses, totalizando 61 metros de altura, o equivalente a um prédio de vinte andares. Existem 10 restaurantes a bordo, que servem 1,5 milhão de bebidas por ano e 28 toneladas de lagosta. O transatlântico tem casino, teatro com 1100 lugares e até um planetário, o único do gênero em alto mar. São 1310 cabines. Ao todo, o navio tem 2000 WCs. A capacidade total é de 2620 passageiros, e os tripulantes chegam a 1450. O navio tem 30 000 mil pontos de luz e consome energia suficiente para alimentar metade da cidade de Southampton, onde se localizam seus estaleiros. Foi construído para uma vida média de quarenta anos de navegação; Foram usados 2.500 km de cabos elétricos em seu interior; E ainda 500 km de tubos e canalizações; Possui também 8.000 telefones; 5.000 degraus de escada; 1.100 portas contra incêndio e 8.350 extintores automáticos. 33 elevadores, 5 piscinas e 14 bares;

URL:

Discussion